Skip to main content

O Que Você Deve E Não Deve Fazer

O Que Você Deve E Não Deve Fazer

O que significa comer bem? Independentemente da dieta particular de cada um, de comer carnes, e mesmo para aqueles que são vegetarianos, existem algumas dicas que podem nos levar a uma alimentação adequada.

A chave está em deixar de fora o mal e incorporar o bem. E a maneira mais simples de fazer isso é prestar atenção e estar bem informados para poder escolher alimentos ricos em nutrientes e evitar aqueles cheios de produtos químicos e conservantes.

O que é recomendado é consumir alimentos em seu estado natural, mais próximos da fonte possível, por exemplo, os produtos locais ou orgânicos costumam ser os mais aconselháveis.

Ser conscientes do que comemos e o modo em que o fazemos é essencial para nossa saúde e bem-estar. Estes são os si" e não" para ter uma boa alimentação:

1 - Tornar-se um grande leitor de tags (etiquetas)

Sim: Embora possa parecer chato, complicado, ler detalhadamente as etiquetas dos produtos é muito necessário e útil para compreender o que estamos comendo. Até mesmo alguns produtos que tradicionalmente consideramos saudáveis podem conter produtos prejudiciais para o nosso corpo.

Adquirir o hábito de verificar as etiquetas você pode ajudar-nos a levar a cabo uma alimentação saudável.

Não: É aconselhável não comprar alimentos carregados de ingredientes desconhecidos que apenas se podem pronunciar. Aqueles com menor quantidade de ingredientes adicionados serão sempre os mais recomendáveis.

2 - Reduzir os alimentos processados

Sim: Se o bem não é necessário removê-los, sim, é muito importante reduzir o consumo de alimentos processados carregados de produtos químicos, conservantes, corantes e aqueles que foram geneticamente modificados. Recomenda-se também evitar aqueles alimentos processados que contenham muito açúcar e óleos de má qualidade.

Não: Não descartar todos os produtos pelo simples fato de que sejam processados. Alguns alimentos como o espinafre empacotada alguns legumes pre-cut, têm processos mínimos, por questões de conveniência. Outros, como é o caso de alguns cereais de leite, são processados para aumentar seu valor nutritivo, acrescentando fibras e vitaminas. Por isso, é muito importante analisar bem as tags.

3 - Comer vegetales

Sim: Uma boa maneira de estar alimentándonos de maneira correta é comendo vegetais, sem que nos tornássemos, por isso, vegetarianos, veganos. Para comer de forma saudável é importante aumentar a quantidade de legumes, frutas, frutos secos, ervas e especiarias em nutrição. Uma forma simples de verificar se estamos a ingerir quantidades suficientes é preencher pelo menos metade do prato com frutas e legumes em cada refeição.

Não: O que há que ter em conta ao aumentar a ingestão de vegetais, é de não negligenciar as proteínas. Em refeições onde se decida renunciar à carne, podem ter lugar sementes de chia, sementes de cânhamo, lentilhas, feijão e alguns outros alimentos que compensen a fonte de proteína que você precisa.

4 - Comer mais grãos

Sim: Escolher grãos inteiros antes que os processados. Dedicar uma quarta parte de cada prato de comida para os grãos integrais é uma boa maneira de prevenir doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2.

Pode incluir arroz integral, macarrão de trigo integral e pilaf de grão inteiro.
Não: Não há que confundir alguns embalagens e rótulos. Certos termos como multigrano" 100% trigo" não significam necessariamente que se trate de alimentos de grão inteiro.

5 - Não ignorar os benefícios da carne

Se bem que a maioria associada a uma boa alimentação com o consumo de vegetais, carne, em porções responsáveis pode contribuir em grande medida.

Sim: Escolher carnes de boa qualidade, de animais que tenham sido criados e alimentados com pasto e se encontrem livres de hormônios e antibióticos. Isto diminui a quantidade de ácidos graxos e gorduras saturadas que entramos no organismo.

Não: Não exceder-se. A porção recomendada de carne em uma refeição saudável é do tamanho de um baralho de cartas de um sabão.

6 - Atender aos gulosos de forma natural

Sim: a Escolha de adoçantes naturais e não o açúcar. Enquanto as colheres de sopa de açúcar recomendadas por dia são seis para as mulheres e 9 para os homens, o adulto consome em média entre o dobro e o triplo dessa quantidade. A sacarose pura fornece calorias, pelo que é aconselhável optar por adoçantes naturais com diferentes sabores e minerais.

Não: É importante ter cuidado na hora de escolher os adoçantes e evitar usar os artificiais. Alguns destes podem ser prejudiciais para o organismo, por isso você deve escolher aqueles que são naturais, como por exemplo o mel, mel de agave, xarope de maple, xarope de malte.

7 - Comprar de forma inteligente

Sim: Ser seletivo e bem verificar as datas dos alimentos frescos antes de comprar. Se bem os alimentos processados podem durar mais, não é necessário desistir de produtos frescos. Escolhendo bem as datas de elaboração e conservando-os na parte superior da geladeira, é possível fazer uma compra saudável e mantê-la.

Não: Não jogar alimentos para confundir não rever bem as tags. Muitos consumidores confundem as datas de vencimento dos termos e excluídos comida que ainda é segura para comer.

8 - Criar um plano equilibrado

Sim: Garantir à hora de comer, que os alimentos contêm uma mistura de proteínas magras e carboidratos complexos. Incluir nos pratos de legumes, vegetais com amido, cereais, carnes magras,
claras de ovo, feijão e carne de aves de capoeira.

Não: No momento da ceia não é aconselhável comer pão, um amido, uma sobremesa e uma taça de vinho. É preferível optar por um desses e acompanhá-lo com proteínas magras e legumes para criar uma dieta saudável e equilibrada.

9 - Manter-se hidratado

Sim: Beber muita água durante a rotina diária. Se bem que se recomendam tomar 2 litros por dia, os níveis necessários variam de acordo com cada organismo, o clima e a atividade física realizada. Para aqueles que não estão muito acostumados a tomar tanta quantidade, alimentos como o aipo, o tomate, as laranjas e melões aumentam o seu consumo pelo seu alto conteúdo de H2O.

Não: Saciar a sede com quantidades exageradas de álcool. Os planos alimentares costumam removê-lo bem reservá-lo apenas para situações especiais e em pequenas quantidades, como por exemplo, uma taça de um bom vinho.

10 - Usar as gorduras saudáveis

Sim: Se bem que as gorduras não costumam se relacionar com a alimentação saudável, são essenciais para o organismo e nem todas devem ser evitadas. As gorduras contidas nos frutos secos, abacate e azeite de oliva, são boas para estabilizar os níveis de açúcar e de colesterol.

Não: Não confiar nas etiquetas baixo teor de gordura". Este tipo de etiquetas levam o consumidor a perder, a culpa e a comer mais, já que modifica a percepção que se tem sobre as porções dos alimentos.

11 - Não se estressar

Se bem se alimentar corretamente requer algumas recomendações e informações, é muito importante não se estressar e respeitar os modos e tempos de cada um.

Aconselha-Se ir adaptando a dieta de forma individual, respeitando um processo para ir incorporando vegetais e eliminando produtos processados a seu devido tempo.

Não é necessária uma grande revolução alimentar, alimentar-se corretamente é um processo e os hábitos vão sendo adquirido de forma gradual.

É benéfico potenciar o esforço para grandes objetivos, como o consumo de produtos mais naturais e mais atenção aos rótulos. O resto é um processo e a boa alimentação pode ir melhorando dia a dia.

Comments

Popular posts from this blog

18 Mitos Del Fitness

1. Se levanto pesos, ganhar peso Se mirássemos um quilo de gordura e um quilo de músculo veremos que o músculo é muito mais pequeno. Quanto maior o músculo temos no corpo, menos espaço vai exigir. Tanto homens como mulheres acreditam que pelo simples fato de levantar pesos conseguirão um corpo de fisiculturista.

Isto é como dizer que estudar física se tornará Einstein. Fatores como o tempo de treino, dieta, disciplina, etc. são fatores que são como um trabalho a full-time para ganhar do volume corporal.
2. Enquanto esta em movimento, queimar gorduras Se o que você faz é não parar de andar para queimar gorduras acumuladas, não conseguirá tão facilmente.

Tendo em conta que o corpo e o metabolismo de cada um é diferente e responde diferente ao treino, uma Boa maneira de treinar cardio é fazer cerca de 40 minutos de cardio, de 3 a 5 vezes por semana, dentro de sua freqüência cardíaca ideal.

Esta freqüência cardíaca ideal costuma estar entre 50% e 85% de sua freq. Cardíaca máxima. A melho…